Bem vindo a Isegnet
HOME MAPA DO SITE PRIVACIDADE ADICIONAR AOS FAVORITOS INOVAÇÃO
LOCALIZAR  
 
MENU PRINCIPAL
 Portal   Segurança do Trabalho   Metrologia   Qualidade Industrial   Meio Ambiente e Saúde   Qualidade de Vida  
Metrologia
Importância
Credenciamento
Cursos
Enquetes
Normas
Legislação
Artigos
Fórum
Newsletter
Links
Inovação no ISegNet
Importância
O aspécto considerado da Metrologia & Estratégia como apresentado evidencia a importância da utilização de métodos que asseguram a obtenção de produtos isentos de defeiros e em conformidade com especificações técnicas, e a logica da imposição de barreiras para a comercialização de produtos e serviços nos grandes blocos econômicos, que são comandados pelos países de primeiro mundo.

Temos que assegurar as nossas empresas a conformidade necessária as exigências comerciais enfocando a Metrologia, a Saúde, Segurança e Meio Ambiente.

Promovendo um Portal que relacionar a área Metrológica com outras áreas afins, teremos um respaldo necessário para a normalização, marca de conformidade, calibração e certificação de produtos e serviços, em consonância com os programas atuais de gestão ambiental e segurança do trabalhado


PROPOSTA DE MELHORIA SUGERIDA PELO ISEGNET

Os resultados de pesquisas e tendencias do comércio mundial mostram a importância da metrologia para a sobrevivêcia das empresas. É evidente que parcelas expressiva das grandes empresas, segundo pesquisa da CNI, vem aumentando os esforços para a diminuição de ineficiência na produção através de programas gerenciais e ferramentas de controle do processo. O controle metrológico é necessário para a compatibilidade e uniformização de produtos e serviços realizados em diferentes parte do mundo.

O esforços das empresas para o aumento da produtividade e competitividade seriam ineficientes caso não fosse levado em consideração a ciência da medição, que no Brasil é tratada como Metrologia Científica e Industrias, relacionando as calibrações e ensaios e, a metrologia legal direcionada para a defesa do consumido relacionando os ensaios de verificação de conformidade de produtos e serviços quanto a saúde, segurança e meio ambiente.

As micro e pequenas empresas como importante peça do sistema de produção não podem de maneira nenhuma ficar fora desse processo, correndo o risco de comprometer a competitividade dos produtos e serviços das empresas brasileiras junto a comunidade internacional.

O SEBRAE através de programas de capacitação de fornecedores e melhoria da produtividade das micro e pequenas empresas pode através de um programa integrado com o INMETRO, capacitar as empresas para atuarem no mercado enfocando a metrologia. Desta forma poderemos contribuir para que o Brasil caminhe em passos largos para superar as barreiras tecnológicas e comercialização impostas pelos grandes blocos econômicos.

As camaras setorias devem se organizar imediatamente, sendo que o Sebrae, como importante representante das pequenas e médias empresas, desponta como centro difusor de informações e conscientização do pequeno empresário.

Esta estratégia que começa com a capacitação dos nossos recursos humanos é um importante passo para o aumento da competitividade e produtividade das empresas Brasileiras.


CAPACITAÇÃO PRODUTIVA E TECNOLOGICA

Segundo pesquisa da CNI publicada através do “Estudo da Competitividade da Industria Brasileira - 1992” não se observam ainda investimentos mais expressivos em pesquisa e desenvolvimento, o que poderá comprometer a competitividade das empresas sediadas no Brasil num futuro próximo.

Na questão tecnológica, a preocupação da indústrias com a metrologia é ainda maior, caracterizada pela procura de entidas de certificação de conformidade e de laboratórios de calibração e ensaio. Nota-se como já mencionado que os investimentos em pesquisa e tecnologia são pouco ativos, mais em contra partida, é significativa a preocupação com a qualidade dos serviços de certificação, teste e ensaios em oposição aos custos desses serviços.

Em termos setoriais a certificação é o fator mais relevante para a Metalurgia, enquanto para Materiais de transporte, Bens de capital e Quimica a qualidade dos testes e ensaios é mais relevante.

Um dos fatores considerados mais importante para as grande empresas é a operação de plantas com alta capacidade de produção que dependem de um bom relacinamento com os fornecedores, da organização industrial do setor e do mercado.

As grandes empresas começam a se reestruturarem internamente para se tornarem menores e mais ageis, com unidades operacionais independentes. Deste modo podem agir sobre um mercado que oferece mudanças em grande velociade. Cada unidade funciona como empresa pertencente a um conglomerado de empresas que formam um complexo integrado objetivando a satisfação e o bem-estar da sociedade.

Nessa conjuntura é fortalecida o papel da micro e pequenas empresas na economia do país, pois estas podem atuar perfeitamente produzindo produtos e serviços confiáveis para terceirização do processos das grandes empresas exportadoras.

A necessitem de pesquisa e desenvolvimento de técnicas de medição possuem como meta pricipal a otimização e harmonização dos serviços de calibração, objetivando a realidade econômica das pequenas e médias empresas e a terceirização dos setores das grandes organizações que tratam do controle metrológico.


IMPORTÂNCIA DA METROLOGIA NO CONTEXTO ATUAL

Com a evolução da ciência e da tecnologia, produtos se tornam mais complexos e a qualidade se assenta em critérios cada vez mais objetivos e técnicos . Paralelamente vem aumentando o número de vezes em que fabricantes são clamados a mostrar a qualidade de seus produtos e serviços por meio de certificação de conformidade aos requisitos técnicos.

Com base nos trabalhos de laboratório de ensaio a agentes de inspeção os organismos de certificação emitem certificados e marcas de conformidade que identificam e simbolizam o reconhecimento da qualidade de produtos e serviços.

A metrologia é a base da normalização e, como tal, o controle metrologico, através calibrações de padrões e dos sistemas de mediçoes, tornou-se, já a algum tempo, uma exigência para a cormecialização de produtos e servições entre países. As exigências são caracterizadas em normas técnicas bem definidas e devem ser seguidas nos mínimos detalhes em conjunto com as normas de gerenciamento e de capacitação de fornecedores, como as normas da garantia da qualidade série ISO 9000.


EVOLUÇÃO DAS NORMAS

Após a implantação de programas e processos calcados em normas técnicas e de controle de qualidade procura-se conhecer melhor o gerenciamento ambiental através das normas ISO 14000.

As organizações vão se preocupando cada vez mais com a qualidade de vida, segurança e saúde no trabalho que são mensurados por sistemas de avaliação e medição que exigem um controle metrológico ainda maior. Não se pode mais falar em competitividade e produtividade sem levar em consideração o ambiente interno onde o indivíduo vive o seu dia-a-dia.

Hoje já temos uma norma não certificável semelhantes as ISO 9004-1 e 2, ISO 14004 que trata do sistema de gestão ambiental e a furura ISO 18000 da segurnaça e saúde no Trabalho. Tal norma, originada na Inglaterra, teve a sigla alterada propositalmente de BS 8750 para BS 8800 para se evitar eventuais confusões entre guia de diretrizes com as normas certificadoras (como BS 5750 e BS 7750). As normas Britânica BS 5750 e 7750 originaram as séries de normas ISO 9000 e ISO 14000 respectivamente, usadas voluntariamente para certificar sistemas e processos das empresas.

A norma BS 8800 é um guia de diretrizes bastante genérico que se aplica tanto a indústrias complexas, de grande porte e alto risco, como por organizações de pequeno porte e baixos riscos. Sua sigla deverá ser ISO 18000 quando aprovada mundialmente pela Organização Internacional para a Normalização, nos comitês e workshop(s) internacionais, como o programado para Genebra e Suiça. Diversos países, inclusive o Brasil, estão fazendo eventos preparatórios e discutindo os assuntos nas camaras setoiais com o objetivo de esclarecer e consolidar suas posições sobre o assunto.

Esta norma como já se sabe é compatível com as Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho usas pelos profissionais de segurança do trabalho no Brasil e, complementa os outros sistemas de gestão existentes baseados na norma ISO 9000 e ISO 14000.


SAUDE E SEGURANÇA DO TRABALHO X METODOLOGIA

Para perpetuarem seus negócios os empresários devem se conscientizar das transformações que estão ocorrendo, devem investir em seu negócio e em consequência nos seus recursos humanos. Estes representam maior produtividade através de maior qualificação, conhecimento e uso de informações atualizadas.

Com o treinamento há maior satisfação e bem estar dos empregados, aumentando os lucros e melhorando a imagem da empresa. Empresa competitiva é sinônimo de valorização de sua mão-de-obra, de capital humano, é aquela que adota posturas que possibilite crescimento profissional, autonomia nas decisões, flexibilidade em suas funções e melhor qualidade de vida.

As organizações perdem de 5% a 10% do seu lucro bruto de vendas com problemas relacionados com doenças causadas por exposições tóxicas, acidentes e autras consequências inseguras ou insalubres, comprometendo o maior bem que possui, os seus funcionários.

Outro aspécto importante é que muitas empresas não dispõem de condições necessárias para negociar e obter melhores valores junto as seguradoras quando da segurança patrimonial. A Gerencia da qualidade de vida do trabalhador, da sua saúde e segurança faz parte integral do sistema global da organização e pode influenciar nas negociações junto a seguradoras, diminuindo esses custos e assegurando o melhoramento contínuo e rentabilidade dos negócios.

Além disso a importância de se ter equipamentos rastreados para que possamos tomar decisões, analisar ou comparar resultados com critérios legais compulsórios calcados em Normas, Instruções Normativas ou Ordens de Serviços do Ministério do Trabalho e Emprego de do Ministério da Previdência Social.

Os profissionais devem compreender que se tratando da área de saúde e segurança do trabalhador as mediçoes ambientais devem possuir respaldo técnico e metrológico através de procedimentos específicos e rastrabilidades a sistemas de calibrações reconhecidos pelo orgão competente do país; que no nosso caso é o INMETRO. Sem isso estará se discutido sobre serviços sem respaldo legal.

(Ref. Rogério Dias Regazzi)


ESCOPO DO PROGRAMA PROPOSTO (CURSO)

Serão descritos as etapas do programa METROLÓGICA, objetivos da presente proposta, a partir de uma introdução básica sobre metrologia. Tal introdução poderá ser suprida pela elaboração de livretos ou apostilas apoiados por curso ministrados em 6 horas.

INTRODUÇÃO

1. O que é Metrologia

2. Importância da Metrologia para a Qualidade
(abordando aspectos como Interferência no PIB - produtividade e competitividade -, custo benefício, qualidade de vida, apresentação de casos, erro x produto, instrumentação, grupos de usuários. Enfocar a metrologia como Barreira Técnica para a comercialização de serviços e produtos, o ciclo da qualidade).

3. SINMETRO

3.1 - CONMETRO
3.2 - INMETRO
3.3 - Laboratório Nacional de Metrologia - LNM
3.4 - RBC ( chamar a atenção do ítem 4.11 da ISO 9002 - verificar? )
3.5 - Terceirização dos serviços Metrológicos
(percentual de micro e pequenas empresa no Brasil, levantando os aspectos dos pós e contra de se ter na empresa um laboratório de metrologia: mão de obra, instrumentação, número de instrumentos calibrados, especialização, infra-estrutura laboratorial e atualização técnica).

4. Sistema de certificação

O Sistema de certificação é composto pelos seguintes agentes:
· Organismo de certificação para aadministrar o processo de certificação.
· Laboratório de calibração e ensaio para calibrar e verificar experimentalmente a conformidade de produtos as especificações técnicas previstas.
· Agente de inspeção para coletar amostras, auditar organiszações e avaliar produtos e serviços.

5. Principais atividades de um laboratório de metrologia

· Estabelecer e manter padrões de referência com boa estabilidade a longo prazo.
· Organiszar e participar de comparações de padrão nacionais e internacionais e efetuar calibrações.
· Realizar pesquisa que leve a padrões ou técnicas de medição e calibração, realizar e coordenar a determinação das constantes físicas fundamentais envolvidas nas áreas de atuação.
· Planejar e estabelecer metas e técnicas de calibração de instrumentos da forma mais simples e rápida.

5.1. Conscientização do micro e pequeno empresário através de palestra de 4 horas
5.1.1 Metrologia como Base para a Normalização e Qualidade
5.1.2 Importância da consciência metrológica dentro da empresa
5.1.3 Apresentação dos casos onde não se usou um controle metrológico
5.1.4 Metrologia como ítem das normas série ISO 9000
5.1.5 Importância da qualificação de fornecedores baseado na ISO 9003
5.1.6 Globalização dos mercados
5.1.7 Enfocar a metrologia como Barreira Técnica para a comercialização de serviços e produtos.

5.2. Informar e capacitar a micro e pequena empresa na área de metrologia atuando nas referências exigidas para o controle do processo.

5.3. Terceirização dos serviços de medição para controle do processo

5.4. Curso específico de medição e calibração nas áreas afins

5.5 Cursos de incerteza com o uso de normas internacionais e utilizadas pelo INMETRO e pela Rede Brasileira de Calibração
APOIO
Links


© ISegNet - Todos os Direitos Reservados - Desenvolvido por U-Ideas